Casos de suicídio aumentam 260% este ano em Sinop

Casos de suicídio aumentam 260% este ano em Sinop

Sinop registrou de janeiro até julho deste ano, um suicídio a cada 19 dias. O número aumentou 260% em relação ao ano passado. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Segundo a Sesp, 11 pessoas tiraram sua própria vida no município, nos primeiros sete meses de 2020. Já neste mesmo período do ano passado, houve 3 suicídios.

De acordo com o psicólogo Wellington Camoiço Crialesi, o cenário atual pode ter contribuído com o aumento dos suicídios. “A pandemia do Covid-19 trouxe consigo diversos fatores que afetaram a vida de milhares de pessoas, desde mudanças de comportamento, rotina como também o agravo e aumento da ansiedade, depressão e abuso de álcool por exemplo. No contexto social trouxe impactos no estilo de vida, na economia e nas relações interpessoais que contribuem diretamente com os agravos e sintomas para uma possível tentativa de suicídio”, explicou Camoiço.

Os dados dizem que 91% dos suicídios, são cometidos por homens. Somente 9% são mulheres.

Um dos fatores que faz a taxa de suicídio entre os homens ser maior, é dificuldade que eles enfrentam ao buscar ajuda. “Mulheres tem maior facilidade em lidar com as questões emocionais do que os homens”, explicou o psicólogo.

O relatório da secretaria também apontou que 45% das pessoas que cometeram suicídio, tem entre 35 a 64 anos. E 18% dos casos, tem de 30 a 34 anos.

Para Wellington, o suicídio ainda é um Tabu na sociedade. O assunto é bastante delicado e pouco discutido, mas com a chegada da internet e redes sociais, isso mudou. “A internet é uma ferramenta maravilhosa, para buscar informações e manter contatos sociais que possam contribuir com a prevenção e manutenção dessas pessoas que apresentam essa tendência suicida, porém como qualquer outro mecanismo tecnológico pode ter uma utilidade positiva ou negativa”, disse. O psicólogo reforça que é preciso desmistificar esse assunto, que é tão doloroso em abordar.

Wellington atende no endereço, Rua dos Cedros esquina com Orquídeas, 413 Jardim botânico e através do contato (66) 99615-6564.

CAPS SINOP:

De janeiro a agosto deste ano, 220 pessoas com pensamentos suicida procuraram o Caps (Centro de Atenção Psicossocial). Destes, 198 foram curados da depressão. O restante dos pacientes, abandonaram o tratamento ou retornam ao Caps apenas quando tem surto.

Nenhum dos pacientes que passaram pelo centro, cometeram suicídio. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde de Sinop.

O Centro atende pessoas com transtornos mentais graves, como bipolaridade, esquizofrenia, suicídio, depressão grave, ansiedade generalizada e psicose.  A equipe contém pessoas especializadas para o atendimento, como, psicólogo, psicopedagogo, psiquiatra e enfermeira.

A sede do CAPS fica no bairro Jardim Imperial, Rua das Gardenias, n° 165. O telefone para contato é (66) 3511-1993.

Autor(a): Geovanna Klaus

Fonte: gcnoticia